1. Sanctus Puer – O Livro

Publicado: 01/11/2010 em O Projeto

O que é “Sanctus Puer”?

Sanctus Puer, traduzido literalmente do latim para o português, significa Jovem Santo, ou Jovem Santificado.

Até aí, não há novidade algum no mundo chei0 de jargões apropriadamente desenvolvidos para agradar os cristãos.

Então, por que usar o termo em latim?

Usamos “Sanctus Puer” para exemplificar o que o termo “Jovem Santo” realmente significa para a mocidade cristã em geral. Nada! Não se sabe exatamente o que fazer para ser um “Sanctus Puer”.

Infelizmente, os líderes da igrejas do século XXI não conseguem traduzir ao jovem o real sentido de santidade, geralmente, conduzindo-o a um padrão comportamental que nada tem haver com Vida, mas com regras e posturas que engessam e matam o sonho e ministério de toda uma geração.

“Sanctus Puer” é o projeto de um livro. Escrito por um jovem, que conta com a ajuda de outros que acessarem este blog e deixarem seus comentários e experiências, para os jovens desta geração que desejam ser santos como Deus é santo, mas não sabem exatamente o que fazer.

Conto com vocês, meus irmãos.

No amor do Pai,

2. Apresentação

Publicado: 23/02/2011 em Abertura

Todos os dias, quando saímos das nossas casas e circulamos por algumas poucas ruas, nos encontramos com templos, igrejas, repletas de pessoas. Com muitas formas diferentes de cultos, doutrinas, normas e visões, é cada vez mais difícil identificar, em meio a tão grande multidão de cristãos, os “sanctus puer”.

Mas eles estão lá! E é possível vê-los. Não porque são perfeitos ou dotados de algum dom que se faça notório. Na maioria das vezes eles não sabem que são mais do que parecem ser. Sentem-se, continuamente, impelidos a transformar-se. Não sabem em que, tampouco como fazê-lo. Mas, quando se consegue ver, em seus olhos, a luz opaca de uma mente distante, que reflete, sombriamente, as duas dimensões onde vivem, o coração estremece. Aí está!

Você já se encontrou com um deles?

Você é um deles?

Se for, corra… o mais rápido que puder.

Mas, cuidado com o caminho… você está sendo seguido, observado, e corre perigo…

Todos os dias, quando saímos das nossas casas e circulamos por algumas poucas ruas, nos encontramos com templos, igrejas, repletas de pessoas. Com muitas formas diferentes de cultos, doutrinas, normas e visões, é cada vez mais difícil identificar, em meio a tão grande multidão de cristãos, os “sanctus puer”.

Mas eles estão lá! E é possível vê-los. Não porque são perfeitos ou dotados de algum dom que se faça notório. Na maioria das vezes eles não sabem que são mais do que parecem ser. Sentem-se, continuamente, impelidos a transformar-se. Não sabem em que, tampouco como fazê-lo. Mas, quando se consegue ver, em seus olhos, a luz opaca de uma mente distante, que reflete, sombriamente, as duas dimensões onde vivem, o coração estremece. Aí está!

Você já se encontrou com um deles?

Você é um deles?

Se for, corra… o mais rápido que puder.

Mas, cuidado com o caminho… você está sendo seguido, observado, e corre perigo…